Plumatex recebe água no lugar de TDI vindo da China

2 07 2012

REFERÊNCIA

G1.GLOBO.COM. Empresa recebe água no lugar de produto químico vindo da China. Disponível em:<http://g1.globo.com/jornal-hoje> Acesso: 01 Jul 2012.


Localizada no interior de Goiás, a empresa pagou R$ 3 milhões para receber um carregamento de TDI, matéria-prima usada para produzir espuma de colchão. Quando recebeu a encomenda, havia água nos tonéis.

Um carregamento de 500 toneladas de TDI, matéria-prima usada para produzir espuma de colchão, saiu da China em direção ao Brasil. Parte dele chegou a uma indústria de Anápolis, interior de Goiás, mas a mercadoria contida nos contêineres não era a esperada, e sim água.

Os funcionários desconfiaram da aparência dos tambores que estavam amassados e sem etiquetas de identificação. Também estranharam o peso da mercadoria, que estava mais leve que o normal. De acordo com a fábrica brasileira, o valor do produto – cerca de R$ 3 milhões – já foi pago à vista. “Tentamos utilizar o produto, mas ele não reagiu”, afirma Rodrigo Melo, diretor executivo da indústria.

A direção da indústria já comunicou o problema à Câmara de Comércio Brasil e China e à embaixada do governo chinês em Brasília. “O produto veio com certificado de análise, só que quando chegou aqui e verificamos que não era TDI, descobrimos que essa análise também era falsa”, explica o despachante aduaneiro, Roosewelt Veloso.

O carregamento vai ficar parado no Brasil até o desfecho do caso. A empresa só vê duas saídas para o problema: receber um novo carregamento com o produto verdadeiro ou receber de volta todo o dinheiro da mercadoria, que já foi totalmente paga. “Estamos buscando uma resolução amigável nas vias diplomáticas comerciais. Se não for possível, vamos acionar a Justiça da China tentando recuperar esse montante”, disse o advogado Sandro Waldec.

Anúncios




Aux Sable fornecerá insumos para a Dow Chemical

18 01 2008

SÃO PAULO, 17 de janeiro de 2008 – A Aux Sable Canadá chegou a um acordo com a Dow Chemical Canadá para fornecer etileno à subsidiária do grupo norte-americano Dow Chemical. Os insumos serão retirados de uma reserva de gás que está sendo construída pela Aux Sable, empresa especializada no processamento de gás natural, próxima à unidade da Dow localizada em Fort Saskatchewan.

“Nossa aliança com a Sable Canadá nos trará a segurança de termos garantido fornecimento de longo prazo à nossa atividade petroquímica”, destaca o presidente da Dow Chemical Canadá, Jeff Johnston. As duas companhias também decidiram iniciar uma aliança estratégia para desenvolverem conjuntamente novas linhas de processamento de gás.

O etileno, que pode ser extraído do gás natural, é utilizado na produção de resinas termoplásticas, como o polietileno, que por sua vez é usado na fabricação de embalagens e outros produtos plásticos.

REFERÊNCIA:
GAZETA MERCANTIL. Aux Sable fornecerá insumos para a Dow Chemical. (Redação – InvestNews). Disponível em: <http://www.gazeta.com.br>. Acesso em: 18 Jan 2008





Grupo Linde fecha contrato de fornecimento de gás para indústria de poliuretano da China

16 01 2008

Líder mundial em tecnologia e produção de gases industriais e medicinais, o Grupo Linde fechou um contrato de longo prazo com a Ningbo Wan hua Polyuretano, uma das empresas do setor de produção de poliuretanos de mais rápido crescimento na China. A Linde fornecerá, a partir 2010, oxigênio e nitrogênio para as plantas da Wanhua em Ningbo (China). Isso envolve investimentos da ordem de 125 milhões de dólares, o que representa o maior investimento isolado na história da Linde na China.

A Linde Gas Ningbo, uma empresa de propriedade integral do Grupo Linde, construirá dois conjuntos de unidades de separação de ar e um duto de 30 km de extensão. A planta fornecerá gases à Wanhua e à Ningbo Steel. Também co-produzirá 800 toneladas diárias de nitrogênio líquido, oxigênio e argônio para o mercado, bem como os gases raros, criptônio e xenônio.

“O investimento da Linde nesse projeto assinala o nosso compromisso de longo prazo na China, sustentado pela nossa expertise na completa cadeia de valor da gaseificação a carvão vegetal”, afirma o Dr. Aldo Belloni, membro da Diretoria Executiva da Linde AG. “A nossa parceria com uma empresa ambiciosa e líder como a Wanhua exemplifica o valor com o qual nós contribuímos para o crescimento da indústria de base na China. Esse sucesso assenta-se na nossa elevada capacitação para a produção e o fornecimento de gases e nas nossas soluções de engenharia”.

Ding Jian Sheng, Chairman da Wanhua, afirma: “O Grupo Linde tem um nome com excelente reputação para os padrões de qualidade e confiabilidade na China. Além disso, a nossa parceria tira proveito da vasta experiência da Linde na compreensão do mercado chinês”.

Com a planta em operação a partir de 2010, a Linde Gas Ningbo será a maior produtora de gás de ar na China, com uma capacidade total de produção de 8 mil toneladas diárias de oxigênio e nitrogênio e com mais de 70 km de dutos. Por volta de 2012, a capacidade de produção da Linde Gas Ningbo terá condições de fornecimento a clientes de múltipla tonelagem na área.

A Ningbo Wanhua se estabeleceu em 2005, e a Yantai Wanhua, sua empresa-mãe, é muito conhecida na China. A Wanhua é a única empresa local que possui a tecnologia e a expertise para MDI, necessário na produção de poliuretano, largamente usado nos setores automobilístico e de construção e também na fabricação de tintas e de calçados. A China está se tornando rapidamente um dos mercados-chave de MDI, atrás apenas da América do Norte e da Europa.

Na China, a Linde é a maior empresa de gases e de engenharia, registrando crescimento anual de dois dígitos. A Linde é atualmente proprietária integral de 20 empresas, participa de 28 joint-ventures e tem mais de 100 plantas operacionais nos maiores aglomerados industriais no país todo e mais de 2 mil funcionários.

REFERÊNCIA:
PORTAL FATOR BRASIL. Linde fecha contrato exclusivo para o fornecimento de gás com empresa na China. Disponível em: <http://www.revistafator.com.br>. Acesso em: 16 Jan 2008