Inovações ampliam áreas de aplicação do poliuretano

31 10 2010

REFERÊNCIA:
AZEVEDO, Márcio. PORTAL QUÍMICA. Inovações ampliam áreas de aplicação do poliuretano. Disponível em: <http://expoquimica.com.br>. Acesso: 31 Out. 2010.


A Bayer MaterialScience AG apresentou um conjunto de novos desenvolvimentos e aplicações em seu estande na Utech 2006. A feira internacional de poliuretanos foi realizada em Maastricht, na Holanda, entre os dias 28 e 30 de março, evento paralelo a uma série de conferências. No estande da empresa alemã foram destacadas aplicações em espumas flexíveis, isolamento térmico, especialidades para as indústrias de móveis, refrigeração, construção e automotiva, além de novidades que poderão abrir novas áreas de aplicação para poliuretanos.

A indústria automotiva ostenta taxas de crescimento entre as maiores do mundo, e a proporção de plásticos em novos carros crescerá significativamente nos próximos anos, permanecendo o segmento como um setor chave para desenvolvimentos em poliuretano. Compósitos do material oferecem os mais interessantes prognósticos de crescimento na atualidade, e o potencial de mercado para peças em sanduíche feitas de recheio de papel em forma de favos de mel recoberto com poliuretano está longe de ser exaurido. Essas peças já estão sendo usadas em um grande número de aplicações, como chão de baús e prateleiras traseiras. A combinação de poliuretano reforçado com fibras de vidro longas e filmes termoplásticos, como usada no módulo do teto do Opel Zafira, também ainda está em sua infância. Sistemas de spray inovadores, substitutos de poliésteres insaturados reforçados com fibra de vidro usados na construção do corpo do carro, sistemas absorvedores de ruídos aplicados com spray para maior conforto durante a direção, e películas também aplicadas com spray para melhores propriedades táteis e ópticas encerram enorme potencial para aplicações futuras.

No campo das especialidades, o foco da exposição da Bayer MaterialScience foi em inovações que abrem novas áreas de aplicação para poliuretanos. Módulos solares fotovoltaicos são uma importante fonte de energia renovável, e o preenchimento dos painéis com poliuretano poderia oferecer importante contribuição para produção mais econômica, ante fontes de energia convencionais cada vez mais escassas.

Na indústria de construção, o objetivo atual é a melhora da proteção ao fogo. A Bayer MaterialScience está profundamente envolvida na desenvolvimento de poliisocianuratos (PIRs). Painéis de sanduíches de poliuretano recobertos por películas metálicas baseados neste produto não só atendem ao estreitos requisitos dos padrões do Comitê Europeu de Normatização (CEN), mas também são classificados como inibidores de chama. Em uma apresentação durante a sessão de conferências da Utech, a empresa apresentou novos sistemas de espumas rígidas para painéis de sanduíches de poliuretano e um novo sistema de polióis para espumas rígidas de PIR, que atende aos requisitos dos testes SBI (single burning item) com boa adesão, excelentes propriedades de processamento e destacado desempenho frente ao fogo. O produto pode ser processado em laminadoras convencionais ou de alta velocidade.

Outro novo desenvolvimento para a indústria de construção é o sistema de isolamento do calor Purwall, da Hasit Trockenmörtel GmbH & Co. de Freising, na Alemanha. Este compósito de poliuretano provê excelente isolamento e, graças à efetividade das finas camadas isolantes de poliuretano, aumenta o espaço útil dos cômodos onde é aplicado. A Hasit obteve aprovação das autoridades da construção para o produto, e os painéis de isolamento são fabricados pela Puren GmbH, de Überligen, baseados em matérias-primas da Bayer MaterialScience.

Mais de cinqüenta anos depois de sua invenção, espumas flexíveis de poliuretano são, em volume, ainda o maior segmento dentro da família dos poliuretanos. Uma inovação na área mostrada na Utech foi a Hypernova, uma espuma de poliuretano macia e leve com densidades ajustáveis entre 10 e 18 kg/m3, que pode ser usada em aplicações que eram antes reservadas a outros materiais. A Hypernova se faz notar pela destacada capacidade de extensão, boa resiliência, alta permeabilidade ao ar e estabilidade dimensional. Sua baixa densidade também a torna uma alternativa viável em termos de custos. A espuma é produzida com dois polióis, usando o processo NovaFlex da Hennecke, com dióxido de carbono servindo como agente de expansão. A mais importante aplicação é o estofamento de móveis, colchões, cobertores, enchimentos e acolchoamentos.

A Bayer MaterialScience também desenvolveu um sistema baseado em computador para controle on-line de processo de produção de espumas moldadas em bloco. Ele ajuda a evitar perdas quando da partida da produção e a aumentar a consistência durante o seu decorrer, e ainda assiste ao produtor de espuma quanto à documentação do processo e a análise de flutuações de qualidade. O operador pode intervir rapidamente no processo de produção, e eliminar problemas em seus estágios iniciais. Isso permite reduzir significativamente variações no peso do bloco moldado, na densidade da espuma e na resistência à compressão derivados de flutuações de processo.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: